Qual a importância do monitoramento das redes sociais nas eleições 2018

Você sabe qual a importância do monitoramento das redes sociais nas eleições de 2018 e como essa etapa fundamental do marketing político nas mídias sociais pode influenciar o resultado de uma campanha?

Todos nós sabemos que as redes sociais se tornaram uma ferramenta fundamental para a conquista do eleitorado, tornando esse segmento do marketing digital tenha cada vez mais destaque nas campanhas eleitorais, inclusive nas eleições majoritárias como as que irão se realizar em 2018.

Reticentes em um primeiro momento, os políticos já sabem que inevitavelmente terão que estruturar uma parte de suas campanhas em canais nas mídias sociais, caso desejem realmente conversas com o eleitorado.

Mas você sabe realmente qual a importância do monitoramento das mídias sociais nas eleições de 2018, principalmente durante o período eleitoral?

Por quê monitorar as redes sociais em 2018?

O monitoramento de redes sociais é um termômetro do que as pessoas estão falando sobre determinado candidato ou assunto e traz informações de um jeito muito mais rápido que as pesquisas eleitorais tradicionais.

As opiniões expressas no ambiente online são mais espontâneas do que as opiniões ofertadas a um pesquisador de prancheta, no formato tradicional das pesquisas de opinião pública.

É importante destacar o fato de que todo o trabalho é feito a partir de dados que estão disponíveis na internet, ou seja, de manifestações que as pessoas produzem independentemente de estímulo ou direcionamento.

Além disso, as pesquisas nas redes sociais são mais baratas e mais rápidas que as pesquisas eleitorais tradicionais.

No caso de campanhas políticas, que geralmente duram curtos períodos de tempo e em que os dados de institutos de pesquisas são escassos, o monitoramento de redes sociais pode surgir como um apoio na busca por informações estratégicas.

Tais informações podem ajudar desde a criação do conteúdo da campanha de TV até o mapeamento efetivo de uma crise, antes mesmo de ela atingir seu ápice.

Veja abaixo alguns dos usos do monitoramento das redes sociais nas campanhas políticas:

Qual a importância do monitoramento das mídias sociais nas eleições 2018

Aprendendo a estruturar um monitoramento

As equipes de monitoramento político têm à disposição uma quantidade de informação jamais vista sobre os possíveis eleitores de cada candidato e podem usá-las para saber opiniões, atitudes, expectativas e muito mais.

O desafio é encontrar um modelo para usar da melhor forma essa quantidade de informação disponível.

Monte a equipe responsável pelo monitoramento

O analista de redes sociais focado em monitoramento deve ter algumas características básicas, como curiosidade acima da média, alta capacidade de contextualizar os fatos, como por exemplo, pegar uma menção e conseguir fazer cruzamentos, senso crítico e habilidade de explicar o que mostram os gráficos de seus relatórios.

Mas a principal característica é que o analista tenha o papel de um “funil”, ou seja, que possa ler centenas de menções e consiga compilar essas informações de um jeito relevante para o cliente.

Numa campanha política, características como agilidade, dinamismo e noções sobre o cenário político brasileiro, o conhecimento de quem é quem, partidos, leis e etc, são diferenciais a serem levados em consideração

Uma boa dica para montar uma equipe de monitoramento de redes sociais voltada para o marketing político é escolher pessoas que gostem de política, que saibam interpretar bem um texto e que são realmente apaixonadas pelo assunto.

Escolha a ferramenta de monitoramento

Uma das primeiras etapas desse desafio envolve a escolha de uma plataforma de monitoramento de redes sociais que seja capaz de que seja capaz de capturar os dados das de maneira rápida e precisa.

Esse tipo de ferramenta ajuda a centralizar o trabalho nas redes sociais em um só espaço e também na automatização do trabalho, com classificações e relatórios automáticos.

O que uma ferramenta de monitoramento deve entregar?

  • Realizar buscas a partir de critérios claros
  • Armazenar de maneira ordenada e acessível os itens coletados
  • Classificar automaticamente itens a partir de regras estabelecidas previamente
  • Permitir a categorização dos itens por sentimento de forma automática
  • Oferecer gráficos automáticos que vão ajudar nos relatórios produzidos

Estruture fluxos

Chegou uma informação importante. Para quem ela vai? Numa campanha política, cada uma das áreas envolvidas possui interesses próprios e necessita de informações distintas.

Por isso, um monitoramento das redes sociais com fins eleitorais deve contemplar todas essas demandas.

Isso deve ser levado em conta não só no momento do cadastramento das buscas, por meio da escolha de palavras-chave relacionadas a cada tipo de informação, como também no momento da definição do plano de classificação dos dados.

Ao compreender qual a importância do monitoramento das redes sociais nas eleições 2018 a equipe responsável por essa etapa do processo, poderá se estruturar e preparar profissionalmente para executar suas funções. Mantenha-se atualizado assinando a nossa Newsletter.

Por Thayane Veiga no blog do Sprinklr Brasil

Qual a importância do monitoramento das redes sociais nas eleições 2018
5 em 18 avaliações